Categoria: Saúde e bem-estar

Dia de Paralisação ao Atendimento Médico a Convênios

. Ginecologistas e obstetras de minas gerais Caros associados,   Há um movimento, digno, em favor da medicina e que a SOGIMIG comunga com  o mesmo. Estivemos presentes durante uma reunião na AMMG no dia 28/02/2011. Segue anexo que poderá norteá-los. São duas cartas, a primeira para os médicos e a segunda para a população.

Continue lendo

Recomendações da OMS no atendimento ao parto normal

        CATEGORIA A: PRÁTICAS DEMONSTRADAMENTE ÚTEIS E QUE DEVEM SER ESTIMULADAS:  · Plano individual determinando onde e por quem o nascimento será realizado, feito em conjunto com a mulher durante a gestação e comunicado a seu marido/companheiro e, se aplicável, a sua família; · Avaliação do risco gestacional durante o pré-natal, reavaliado

Continue lendo

Falsa médica é responsável por morte de recem nascido em SP

09/11/2010 – 20h43 Falsa médica é suspeita de realizar partos em SP; bebê morreu DE SÃO PAULO Duas pessoas que trabalhavam em uma clínica em São Mateus, na zona leste de São Paulo, foram presas na madrugada de segunda-feira (8) suspeitas de estelionato e exercício ilegal de medicina. No local eram realizados atendimentos médicos e

Continue lendo

Folha.com – Equilíbrio e Saúde – Períneo bem trabalhado garante vida sexual animada e postura firme – 09/11/2010

Folha.com – Equilíbrio e Saúde – Períneo bem trabalhado garante vida sexual animada e postura firme – 09/11/2010 viaFolha.com – Equilíbrio e Saúde – Períneo bem trabalhado garante vida sexual animada e postura firme – 09/11/2010.

Entenda a sua Musculatura Pélvica e o que pode ser feito para preservá-la.

O fundo da pelve óssea (bacia) termina numa cavidade em forma de funil chamada cavidade pélvica, que contém os órgãos pélvicos (útero, ovários, bexiga…). O fundo deste funil (que na mulher adulta tem cerca de 10 cm de diâmetro), é fechado por uma espécie de “cama elástica” chamada assoalho pélvico. O assoalho pélvico é formado

Continue lendo

CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO

Calendário de Vacinação do Adulto e do Idoso IDADE VACINAS DOSES DOENÇAS EVITADAS A partir de 20 anos dT (Dupla tipo adulto)(1) 1ª dose Contra Difteria e Tétano Febre amarela (2) dose inicial Contra Febre Amarela SCR (Tríplice viral) (3) dose única Contra Sarampo, Caxumba e Rubéola 2 meses após a 1ª dose contra Difteria

Continue lendo