Ácido Fólico antes da gravidez previne mal formação neurológica fetal!


Mulher: antes que você planeje engravidar, saiba como prevenir os Defeitos Abertos
do Tubo Neural (DATN): anencefalia e espinha bífida.

ANENCEFALIA:
É POSSÍVEL PREVENIR!

Orientações baseadas na 1ª “Recomendação sobre a suplementação periconcepcional de ácido fólico na prevenção de defeitos de fechamento do tubo neural (anencefalia e outros defeitos abertos do tubo neural)” – FEBRASGO/2012
Federação Brasileira das Associações
de Ginecologia e Obstetrícia

A antecipação terapêutica do parto1 pode ser considerada uma das decisões mais difíceis na vida de uma mulher e sua família. É um momento, por vezes, trágico e contrário à natureza humana.
A legislação brasileira autoriza essa intervenção em casos de anencefalia, situação que leva os bebês ao óbito poucas horas após o parto ou, até mesmo, ainda dentro do ventre materno.
Você, mulher, precisa saber que é possível prevenir a maioria dos casos de anencefalia e também outros Defeitos Abertos do Tubo Neural (DATN), como a espinha bífida.
E essa prevenção tem nome: suplementação adequada de ácido fólico, também conhecido como vitamina B9 ou M. 

Muitas mulheres consomem ácido fólico sintético somente a partir do momento em que ficam sabendo que estão grávidas. Tarde demais! A formação e o fechamento do tubo neural do bebê ocorrem entre o 17º e 30º dia após a concepção, isto é, geralmente antes do diagnóstico clínico ou laboratorial da gestação.
Isso significa que consumir ácido fólico somente depois da notícia da gravidez poderá não ocorrer em tempo de prevenir eficazmente esses graves problemas de fechamento do tubo neural.

Pensando nisso e em todos os males que podem ser
evitados com a adequada suplementação de ácido
fólico, a Federação Brasileira das Associações de
Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) – decidiu
publicar esta orientação, para que você, mulher em
idade fértil, tome a melhor decisão: a prevenção!
Nestas páginas você encontrará uma versão
compacta com as principais recomendações
da FEBRASGO. Contudo, elas não substituem a
consulta médica.
Consulte seu médico ginecologista-obstetra para
mais informações.
Boa leitura!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s