O florescer da maturidade.


Para se ter uma existência verdadeiramente humana, deve haver limites. A cultura e o superego(autocrítica, identidade), fixam estes limites.
O caminho para o equilíbrio entre a dose certa do medo original da existência e da esperança, perpassa pela estóica aceitação dos limites da vida.
Em síntese, a repressão é a verdade. Conviver com essa verdade driblando-a através de nossas fantasias é um dom exclusivamente humano.

Segundo Philip Rieff, “As cruzes mais pesadas são as internas, e os homens as fazem de tal maneira que, sustentados por um esqueleto, possam suportar o fardo de sua carne. Sob o sinal dessa cruz interna, obtém-se uma certa distância interior do desejo infantil de ser e ter tudo.”

A maturidade nos permite, após anos de acúmulo de experiências, vivências e reminiscências, conviver lado a lado com essa verdade sem no entanto ficar paralisado diante dos limites que a mesma representa.

4 respostas para “O florescer da maturidade.”

  1. Olá Fábio. Queria deixar aqui registrada a minha admiração por todos os médicos que praticam suas especialidades com uma visão que vai muito além do determinismo e da objetividade. Vêem seus pacientes como sujeitos de uma história singular, onde não são apenas os seus corpos que falam. Acredito que pacientes que são “presenteados” por profissionais assim, ganham muito além da melhora de seus sintomas. As gestantes, por sua vez, ganham um acolhimento ainda maior! Parabéns por seu trabalho. Abraços. Cláudia (prá você saber quem sou: esposa do Marcus Geoffroy).

    1. Olá Cix(rsrs)!!!
      Às vezes sinto que as repressões impostas pelo viver estão mais próximas da minha realidade e mesmo tendo a consciência que são nessas circunstancias onde se encontram a possibilidades de transcêndencia, nem sempre é fácil ter a coragem de fazer escolhas e seguir em frente!… Como é difícil amadurecer!
      Dê um forte abraço no Lôro por mim!
      Abraço e obrigado pelo comentário!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s