Feliz dia dos Pais

por Diana Maio – Jornalismo Imparcial  10/09/2019

No último dia 03 de setembro, foi realizado na Santa Casa de Montes Claros mais um procedimento raro e inédito no norte de Minas Gerais. Trata-se de uma drenagem torácica fetal, guiada por ultrassom. Ou seja, a inserção de dreno torácico para retirada de acúmulo de líquido no tórax do bebê. Conduzida pelo especialista em medicina e cirurgia fetal, Dr. Fábio Batistuta, que veio de Belo Horizonte exclusivamente para a cirurgia; e pelo Especialista em Medicina Fetal da Santa Casa, Dr. Franco Simões; o procedimento contou com a participação da equipe de Alto Risco da Obstetrícia da Santa Casa Montes Claros.

Como explica o Dr. Franco Simões ” trata-se de uma condição rara, mas que eventualmente aparece na clínica obstétrica. Neste caso, trata-se de um bebê geneticamente normal e com anatomia normal, a exceção era de uma malformação no ducto que faz a drenagem torácica, levando o bebê a desenvolver um acúmulo de líquido nos pulmões”, diz. O médico complementa ressaltando que “quando o acúmulo de líquido é intenso, pode ocorrer um edema generalizado e acúmulo de líquido no abdome, que é o que chamamos de Hidropsia Fetal, e que pode levar o bebê ao óbito. Nessas situações, faz o parto ou drena-se o tórax. Como se tratava de um bebê prematuro, as chances do bebê em caso de parto seriam diminutas, por isso a opção pela drenagem torácica, que permite uma expansão e o amadurecimento pulmonar e pode nos dar a oportunidade de levar a gestação até os nove meses ou próximo a isso”, ressalta.
A Hidropsia Fetal é uma condição rara em que ocorre acúmulo de líquidos em diversas partes do corpo do bebê durante a sua gestação, como nos pulmões, no coração e no abdômen, sendo de difícil tratamento e pode levar à perda fetal. A hidropsia fetal pode ser de causas não imunes ou pode ser imune. O diagnóstico de hidropsia fetal é feito a partir do final do primeiro trimestre de gestação através do exame de ultrassom durante o pré-natal, que é capaz de mostrar o excesso de líquido amniótico e inchaço na placenta e em diversas regiões do corpo do bebê.
A gestante, de 33 semanas, já teve alta.

https://jornalismo-imparcial.blogspot.com/2019/09/saude-procedimento-raro-de-drenagem.html

Saúde_ Procedimento raro de drenagem torácica fetal é realizado na Santa Casa em Montes Claros

Ontem tive a honra de receber, em Montes Claros, meu grande amigo e colega, pioneiro e principal cirurgião fetal de Minas Gerais, @drfabiobatistuta,para colocação de drenos no tórax de um bebê de 7 meses com derrame pleural. O procedimento foi um sucesso e esperamos que tudo corra bem até o final da gestação. Queria muito agradecer ao Fabio, à Santa Casa, à competente e dedicada equipe do alto risco da obstetrícia, médicos, enfermeiros e técnicos da maternidade e bloco cirúrgico, e ao mestre @drfabioperalta pelos ensinamentos e apoio na condução dos difíceis e complexos casos de medicina fetal. Meu muito obrigado a todos!

Texto: Dr Franco Simões, Fetólogo em Montes Claros MG

Cirurgia Fetal em Montes Claros MG

Ecocardiograma Fetal

www.instagram.com/p/B0jibFrnN9I/

👥 Este é um exame de imagem que normalmente é solicitado no pré-natal para verificar o desenvolvimento, tamanho e funcionamento do coraçãozinho do feto. Não exige nenhuma preparação e é indicado a partir da 18ª semana de gestação. Por este exame é possível diagnosticar algumas doenças congênitas, como atresia pulmonar ou alguma cardiopatia congênita.⠀

👥 Além de indicado para o pré-natal, pode ser necessário para gestantes que: ⠀

👥Exame de translucência alterado;⠀

👥Tem histórico de cardiopatias congênitas na família; ⠀

👥 Tiveram infecções como toxoplamose e rubéola;⠀

👥 Possuem diabetes;⠀

👥 Usaram remédios nas primeiras semanas da gravidez, tais como antidepressivos ou anticonvulsivantes;⠀

👥 Idade acima dos 35 anos; em caso de dúvidas, converse com seu médico. É simples, faça uma listinha antes de ir para a consulta. Funciona sempre.

Foi assim no último congresso mundial de medicina fetal, em Alicante, Espanha.

Foi possível visualizar para onde a especialidade está indo, o que está dando certo e o que não está, o que está sedimentado e o que requer pesquisas e mudanças nas estratégias. Tudo com o intuito de oferecer o que há de melhor do ponto de vista médico-científico, para as gestantes e os bebês.

Foi especialmente emocionante ver, conversar e estar pessoalmente próximo das mentes mais brilhantes e empreendedoras do planeta.

Foi uma oportunidade de encher os olhos com as belezas locais, alimentar a alma, o corpo com as delícias da Espanha e sobretudo o intelecto.

O próximo congresso já está na agenda!

Semana de intenso aprendizado e confraternizações